ACUPUNTURA COMO TRATAMENTO SINTOMÁTICO DA FIBROMIALGIA

ACUPUNTURA COMO TRATAMENTO SINTOMÁTICO DA FIBROMIALGIA
0 05/05/2015

 Acupuntura como Tratamento Sintomático da Fibromialgia

Autores: Ana Paula Oliveira Abido e Solange Aquilino Regufe

Orientador: Prof. Alex da Silva Santos

 

 A Fibromialgia é uma patologia reumatológica, não inflamatória, onde o principal sintoma é dor crônica global, que pode piorar com o frio e com atividade física. Estes pacientes costumam se queixar também de fadiga, distúrbios do sono, parestesia nas extremidades, rigidez matinal e edema.

 A fibromialgia também pode ocorrer após acontecimentos graves na vida da pessoa, como trauma físico, psicológico, infecção, perdas… Alguns autores consideram a fibromialgia como uma síndrome de somatização. A Acupuntura tem alcançado seu espaço pela grande divulgação dos benefícios oferecidos e obtidos, principalmente no que diz respeito a queixa de dores fortes e ansiedade.

 “A acupuntura restabelece a circulação do QI nos canais de energia, levando o corpo a uma harmonia de energia em matéria.” (LIMA, R. C. C. F, 2012, p11)

 Este artigo tem como objetivo reunir informações pertinentes para o tratamento da sintomatologia da fibromialgia através da Acupuntura. Para a Medicina Tradicional Chinesa não existe ainda uma causa definida para esta enfermidade, apenas estudos que relatam que pacientes com fibromialgia apresentam uma sensibilidade maior a dor do que pessoas sem essa patologia.

Os estudos sobre os efeitos da Acupuntura na sintomatologia da Fibromialgia incluídos nesta revisão mostraram excelentes resultados. Com isso, concluímos que a Acupuntura beneficia muito os pacientes com Fibromialgia melhorando assim sua qualidade de vida.

Palavras – chaves: Fibromialgia, Acupuntura, Dores e Tratamento.

Introdução

 Optamos por este tema, por ser um assunto ainda pouco abordado, até mesmo pelos profissionais da área da saúde.

 A Fibromialgia é uma das doenças reumatológicas mais comuns. Ainda não está totalmente definida. A teoria ocidental mais aceita refere- se a alterações no processamento da resposta do Sistema Nervoso Central (SNC) a um estímulo nociceptivo.  Associado a isso, existe a predisposição genética (estudos identificaram polimorfismos genéticos em elevada frequência associados a Fibromialgia)

 Segundo MARIANI,J.[19-?] Para Medicina Oriental  as doenças quase sempre são derivadas de desordem psicológicas provenientes de medo, angustia, raiva, falta de animo, estresse etc.

 Para a MTC a fibromialgia depende de três estruturas: o espaço entre a pele e músculos (Cou Li), os canais de conexão (Luo) e os canais musculares (Jing Jin).

 O primeiro é aonde ocorre a circulação do Qi defensivo, a formação do suor e a regulação dos poros da pele. Quando o espaço esta normal, o Qi defensivo protege o corpo dos ataques externos e os poros da pele regulados, abrem e fecham no momento certo.

 Na Fibromialgia, e nesse espaço que acumula umidade, causando dor muscular, sensação de pesos nos membros, fadiga e cefaléia.

 Os canais de conexão podem ser comparados a uma rede de canais que fluem em todas as direções, possibilitando um fluxo oriental de Qi, diferente dos canais mais superficiais que os canais principais.  Protegendo o corpo da invasão de patógenios externos. Esta ligado ao Qi defensivo.

Por ser superficial são os primeiros a serem invadidos pela umidade no caso da fibromialgia, o que causa dor e sensação de peso. Os canais musculares são canais de energia secundários que estão na superfície do corpo. Se localizam entre tendões, músculos, articulações e pele. Não tem ligação energeticas com ZANG FU, pois se ramificam nos membros, dorso e cabeça.

 Eles tem a função de movimentar os músculos e articulação. São facilmente invadidos pelos fatores patogênicos externos; estas invasões manifestam-se com sintomas musculares como: dor, rigidez, ardor…; sem sintomas de invasão da porção de Qi defensivo (febre, frio, dor na garganta…), quando os canais de conexão são invadidos.

 Patologicamente, os canais musculares podem desenvolverem condições de excesso: (dor, contratura, rigidez e inflexibilidade) ou deficiência com sintomas distintos.

 Formigamento pode ser por excesso (fleuma nos músculos) ou deficiência (deficiência de sangue).

 De acordo com estudos realizados, os principais fatores etiológicos da fibromialgia são: invasão de patógenos externos (umidade, vento, frio), tensão emocional, dieta irregular e trabalho físico excessivo.

 A umidade é a mais comum da na fibromialgia, vem da exposição ao clima, penetrando pelas pernas e atingindo a parte superior do corpo causando dor e dificuldade de concentração.

 O vento provoca contração e dor que muda de local de um dia para o outro.

 O frio causa contração, dor mais intensa que a do vento e da umidade e é localizada. Com freqüência o frio combina com a umidade e aparece a raiva, culpa, vergonha, medo, tristeza, preocupação…que geram tensão emocional.

 A tensão emocional leva a estagnação de Qi, que compromete os músculos dos ombros e pescoço, causando dor.

 Comer de forma errada, rápido, pular refeições, comer muito tarde, ingerir muita gordura e laticínios, isso tudo gera umidade, o que prejudica ainda mais o paciente com Fibromialgia. O trabalho físico excessivo enfraquece o BP, F, R, gerando deficiência de Yang. Para MTC, A fibromialgia sempre se manifestará por excesso ( umidade, estagnação de Qi e sangue) ou deficiência ( deficiência de Qi ou Yang do BP, deficiência do Yang do R, deficiência de sangue do F, deficiência do Yin do F e R), na maioria dos casos exixte uma combinação desses padrões.

 A Fibromialgia é uma doença crônica e por isso necessita de um tempo maior oara se obter resultados significativos com o tratamento.

 O Consenso Brasileiro do Tratamento de Fibromialgia baseia-se em um tratamento com a medicina ocidental, porém a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), através da Acupuntura tem sido muito usada nos estudos e tratamentos da Fibromialgia e obtendo bons resultados pois visa o bom equilíbrio do corpo.

 Para Dr. Fredelico Lobo, medico osteomolecular em Goiânia cada paciente tem uma resposta individual do tratamento. Alguns pacientes relatam melhoras de todos os sintomas, outros relatam apenas melhora no sono e já outros relatam melhoras das dores.

 Existem 3 pilares básicos na MTC: a teoria do Yin/Yang, dos 5 elementos e dos Zang Fu..

 Teoria do Yin/Yang: Para Maciocia(2007), tudo na natureza é composto por 2 aspectos específicos e essenciais, o Yin e o Yang, que se completam e se mantém entre si um equilíbrio dinâmico. Eles são opostos que se completam, onde o Yang é positivo, é o dia, o calor. Já o Yin é negativo, é a noite, o frio. Nada é totalmente Yin ou totalmente Yang. Um depende do outro. O dia não surge a não ser depois da noite. Ambos se mantém em constante equilíbrio. Quando este equilíbrio é afetado ocorrem as doenças.

 Teoria dos 5 elementos: Segundo Yamamura(2009), o conceito dos 5 elementos baseia-se na evolução dos fenômenos naturais. Estes, podem ser agrupados em 5 categorias:

– Água: declínio, profundidade, frio, eliminação e queda;

– Madeira: movimento, crescimento, florescimento e síntese;

– Fogo: ascensão, desenvolvimento, expansão e atividade;

-Terra: mudança ou transformação;

-Metal: limpeza, purificação, análise e seleção.

Esses elementos de acordo com suas características obedecem a um critério de geração, onde a água gera madeira, que gera o fogo, que gera a terra, que gera metal, que gera a água.

Cada elemento possui um órgão Yin e uma víscera yang correspondente, com exceção do fogo, que possui 2 órgãos e 2 vísceras. Assim temos:

Madeira: Fígado e Vesícula Biliar

Fogo: coração, pericárdio, intestino delgado e triplo aquecedor

Terra: baço- pâncreas e estômago

Metal: pulmão e intestino grosso

Água: rim e bexiga

Ao considerarmos um tratamento de um elemento em desarmonia, devemos considerar a relação que existe entre eles e assim escolher a melhor forma de tratamento: Lei mãe-filho ou Lei avô-neto, onde a primeira diz que se eu sedo/tonifico o filho, eu sedo/tonifico a mãe; e a segunda diz que, para sedar/tonificar o neto, eu tonifico/sedo o avô.

Teoria do Zang Fu: Para o Maciocia(2007), representa o corpo como um todo integrado, onde funções corporais, emoções, atividades mentais, tecidos, órgãos do sentido e influências ambientais estão relacionados.

As alterações de Zang Fu para mais (plenitude) ou para menos (vazio) promovem consequências. Inicialmente na energia mental (shen), depois começa a se manifestar nos órgãos e vísceras e por fim, alterações orgânicas das estruturas do corpo.

 Os princípios terapêuticos da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) são diferentes daqueles da medicina ocidental, ela não enfoca somente a doença definida por mudanças patológicas, mas concentra-se no estado funcional geral do paciente, (JIANG 2013). Os tratamentos por sua vez buscam o equilíbrio da qualidade Yin-yang.

  A acupuntura considera que o corpo humano age como um pequeno universo, conectado por canais cuja estimulação física pode promover funções auto-reguladoras do corpo e trazer saúde ao indivíduo.

 Segundo BARBOSA A.M ET AL (2013) para MTC, saúde não é apenas ausência de doença, mas o equilíbrio integral do ser humano, incluindo o estado fisico, mental, espiritual, e meio ambiente. Assim para alcançar saúde o individuo necessita de dieta equilibrada e exercício físico e meditação.

 “A MTC refere-se as praticas de medicina, que incluem moxa bustão e acupuntura que surgiram na china antiga, ainda na idade da pedra, e que são praticadas ate hoje por diversas culturas em todo o mundo, tendo fundamento teórico diferente da medicina ocidental moderna.” (BARBOSA, A.M ET AL, 2013)

 A Medicina Tradicional Chinesa, através da acupuntura interfere sobre os neurotransmissores relacionados a dor e a depressão, por isso é um bom tratamento para fibromialgia.

 Esta técnica da MTC utiliza-se de agulhas e moxas que são colocadas em pontos localizados nos meridianos. Estes são 12 linhas imaginárias, distribuídas por todo corpo, que recebem o nome do órgão e víscera que atravessam. As agulhas, por meio do estímulo dos terminais nervosos, determina o aumento da produção de serotonina (substância ligada à capacidade de regular a sensibilidade dolorosa) e endorfina no sistema nervoso central, assim agindo com forte analgésico em sua ação no sistema supressor da dor e auxiliando no controle emocional.

 O tratamento da acupuntura é o reequilíbrio energético através de canais que se encontram distribuídos no organismo humano por onde passa a energia vital.

 Na maioria dos trabalhos lidos, o tratamento proposto foi de 20 minutos cada sessão de acupuntura. Foram realizadas 20 sessões com agulhas próprias para acupuntura, novas, descartáveis 25 ou 40mm de comprimento e 0,25mm de espessura. Os pontos escolhidos foram para alivio de dor, ansiedade e depressão.

Unilateral > HN3

Bilateral > R3, IG4, PC6, VB34 e BP6

 O curioso e que muitos não sabem, que não apenas de agulhas vive a acupuntura: a estimulação de pontos da acupuntura pode ser feita, também pelos dedos (acupressão), com pedras quentes, laser e muitas outras técnicas.

 O importante, pregam os defensores da prática, é que os fluxos energéticos sejam retomados e a energia do corpo equilibrada.

 De acordo com teorias humorais, a acupuntura aumenta o nível endógeno de peptídeos opióides, modificando a percepção da dor. Ainda, a acupuntura modifica várias substâncias neurotransmissoras envolvidas na transmissão dos estímulos dolorosos.

 Em relação aos procedimentos metodológicos, optamos por realizar uma pesquisa exploratória; esta tem como objetivo aprimorar idéias, tentando assim aproximar e familiarizar com o problema abordado e com isso mostrar que a Acupuntura é uma boa escolha de tratamento sintomático da Fibromialgia, cooperando para que os portadores desta síndrome consigam realizar sua atividades de vida diária da melhor forma possível.

Metodologia

 Os critérios da inclusão dos artigos foram: artigos em português, e alguns em inglês publicados no período de 2007 a 2010, que abordasse os efeitos da acupuntura sobre a dor no tratamento da fibromialgia.

 Convém dizer que referências encontradas que não abordavam a visão da MTC sobre a fibromialgia e nem o tratamento em si da acupuntura, mas se referiam a características da patologia e seu tratamento na Medicina Oriental ou que explorava os benefícios da acupuntura no tratamento de dores crônicas.

 A pesquisa exploratória do tipo bibliográfico foi baseada em material de estudos foram através de pesquisas via internet e artigos. Além desses artigos científicos, revistas cientificas de sites confiáveis também foram estudados, tentamos encontrar referências que tratasse a fibromialgia na visão da Medicina Tradicional Chinesa, e seu tratamento utilizando um programa de acupuntura.

Conclusão

 Os estudos feitos e abordados sobre efeito da acupuntura sobre os sintomas da fibromialgia, tiveram uma alta evidência; os relatos e estatísticas demonstram a seriedade com que vendo sendo tratado o tema durante anos. Concluindo-se que a acupuntura tem efeito benéfico as dores e incômodos insatisfeitos.

 Nosso objetivo com esse estudo é mostrar que terapias alternativas como a acupuntura tem um excelente resultado como tratamento dos sintomas de pacientes com Fibromialgia. A maioria dos pacientes que optaram pelo tratamento alternativo com acupuntura, relataram uma melhora satisfatória, sabendo-se que a fibromialgia é uma enfermidade sem muitas definições a acupuntura se destaca bem em seu tratamento, e obtemos a perspectiva que a Medicina Tradicional Chinesa através da acupuntura, permaneça ajudando e curando muitos pacientes que sofrem.

Referências Bibliográfica

BANCO DE SAUDE. Portal. Fibromialgia. 2011. www.ecologiamedica.net/2011/02/acupuntura-na-fibromialgia acesso em: 05/01/2015

BARBOSA, A.M et al. Acupuntura  no Tratamento da Fibromialgia: uma revisão de literatura. Revista movimento FSSN: 1984- 4298 vol 6 nº2 (20130

COSTA, E. A, MEJIA, D.P.M. Os efeitos  da acupuntura na Fibromialgia. Faculdade Ávila, disponível em: <portalprocessos.com.br/ohs/data/docs/13/32_os_efeitos_da_acupuntura_na_fibromialgia.pdf>  acesso em: 20/01/2015

Dias, M.H.P et al. Acupuntura em adolescentes com fibromialgia juvenil. Revista Paulista da Pediatria. Vol 30 nº1 São Paulo 2012

http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=ADOLEC&lang=p&nextAction=lnk&exprSearch=308855&indexSearch=ID

http://dx.doi.org/10.1016/j,rbr.2014.06.001

http://h200137217135.ufg.br/index.php/fen/article/view/8040

http://pt.wikipedia.org/wiki/Acupuntura

http://saude.ig.com.br/acupuntura/

http://www.apdf.com.pt/o_que_e.php

http://www.artigos.com/artigos/saude/fitoterapia/analise-teorica-do-tratamento-da-fibromialgia-atraves-da-acupuntura-20457/artigo/

http://www.cetn.com.br/artigos/acupuntura-no-tratamento-da-fibromialgia/20110315100908_D_134

http://www.fibromialgia.com.br/novosite/index.php?modulo=pacientes_pvista

http://www.medicinanet.com.br/conteudos/revisoes/2716/fibromialgia.htm

http://www.minhavida.com.br/bem-estar/materiais/13039-acupuntura-ajuda-no-tratamento-da-fibromialgia (2011)

http://www.saudeemmovimento.com.br/conteudos/conteudo_exibe1.asp?cod_noticia=2447

http://www.scielo.br/scielo.php

http://www2.uol.com.br/vivermente/noticias/acupuntura

LIMA, R.C.C.F. A Fibromialgia na visão da Medicina Tradicional Chinesa e seu tratamento com acupuntura. Magi dos Cruges, SP. 2012

MACIOCIA, G. A Prática da Medicina Chinesa: tratamento das doenças com acupuntura e ervas chinesas. 2º ed. São Paulo: Roca,2010.

MACIOCIA, G. Diagnóstico na Medicina Chinesa: um guia geral. 1ºed. São Paulo: Roca, 2006.

MACIOCIA, G. Os fundamentos da Medicina Chinesa: um texto abrangente para acupunturistas e fitoterapeutas. 2ºed. São Paulo: Roca,2007.

MAGALHÃES, F.G.S; ROCHA, T.B.X. O papel da Acupuntura no Tratamento da Fibromialgia uma revisão. Blog Dr. Alexandre H. Eller, MD.

www.acupunturapontos.com.br/conteudo/a-fibromialgia-na-visao-da-medicina-tradicional-chinesa-e-seu-tratamento-com-acupuntura/2/

www.amhpla.com.br/goto/store/textos.aspx?SID=Amhpla&id=84

www.docelimao.com.br/site/sindromes-do-feminino/455-fibromialgia-x-acupuntura.html

www.nee.meg.br/seer/index.php/movimento/article/viewFile/660/509 acesso:20/02/2015

www.saudebemsimples.blogsport.com/2011/02/acupuntura-e-fibromialgia-artigo.html acesso: 07/01/2015

www.tuasaude.com/acupuntura/ DR. Acthur Frajão [20- ?] acesso: 05/01/2015

YAMAMURA, Y TABOSA, A; PUERTAS, D.M.A. de A; GOLDENBERG, E.D. Canais de energia curiosos e fibromialgia. Revista Paulista de Acupuntura, São Paulo, v. 2, n. 2, p. 102 – 107, jul/dez 1996.

YAMAMURA, Y. Acupuntura tradicional: a arte de inserir. 2. Ed. São Paulo: Roça 2009